Arquivo | Cinthia Sfoggia RSS for this section

Cinthia Sfoggia

Empilháveis IV

“Fragmentos Sequenciados” apresenta um conjunto de três vidros que protegem fragilmente guardanapos cerâmicos em forma de fragmentos para num tempo seguinte não serem esquecidos, uma vez que estas rendas representam as memórias da artista. Sfoggia aborda aqui questões de fragilidade, memória e coleção. Os vidros guardam uma pilha de lembranças passadas na tentativa de resguardá-las. É um empilhamento de memórias que em algum momento de sua vida teriam sido importantes. Um engessamento do tempo. Reunir e empilhar. Com este trabalho a artista dá continuidade à sua pesquisa sobre a fragilidade do ser humano frente à contemporaneidade.

Ficha Técnica

“Fragmentos Sequenciados”

Instalação / Cerâmicas

2011

Descrição: 3 vidros cilíndricos de 33cm de altura e 11cm de diâmetro contendo uma pilha de guardanapos de renda cerâmica creme de 1mm de espessura e diâmetro de 9cm, queimados a 1220°C (1º vidro c/ 57 guardanapos, 2º vidro c/18 guardanapos, 3º vidro c/31 guardanapos ) e 7 guardanapos soltos fora dos vidros.

Cinthia Sfoggia (Porto Alegre – RS, 1957). Artista e arquiteta graduada em Artes Visuais/bacharelado em cerâmica (2000) pelo Instituto de Artes da UFRGS. Fez pesquisas e cursos de especialização em Cerâmica, Design, Fotografia e Desenho desde 1989, com artistas nacionais e internacionais. Desde 2007 pertence ao GEF (Grupo de Estudos Fotográficos) com Niura Ribeiro. Foi jurada em várias exposições. Ministrou curso de Cerâmica Artística desde 1989 no Atelier Artíficis e Atelier do Páteo. Atualmente pertence ao grupo Bando de Barro, desenvolve seus trabalhos e ministra aulas em seu Atelier. Desde 1990 participa de exposições coletivas e salões, destacando-se: MARGS, Galeria Mariza Soibelmann, Espaço de Arte Ado Malagolli no Instituto de Artes da UFRGS, Casa de Cultura Mário Quintana, Espaço de Artes do D&D em São Paulo, 3ª Bienal B e exposições do grupo Bando de Barro no RS e SC. Realizou exposições individuais: “Conexões Contextuais” na Galeria Marisa Soibelman, “Figuras” na Galeria Dante Sfoggia no Instituto Cultural Americano, “Conexões” na Galeria Yazigi Internexus em Canoas e “Desconstruções” na Galeria do Instituto de Artes de Rio Grande. Foi premiada “Destaque do Júri” no XIV Salão de Cerâmica do RS, no MARGS, e obteve o 2° lugar no “II Salão de Mini-Cerâmica”, no MARGS. Têm duas obras em mosaico no acervo do Museu Histórico do Instituto Butantan, São Paulo, SP.